quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Bodas de Algodão (2 anos)

Oi genteeeee....
    Não podia haver dia melhor pra eu retornar do recesso do bloguinho que o dia do meu aniversário de casamento né? Dois anos gente...foi um dia desses, e lá se foram 24 meses...nossa!
    Esse segundo ano de casada foi comparativamente mais fácil que o primeiro. As coisas já entraram mais nos eixos e estamos aos poucos pegando o traquejo da coisa, com a experiencia...a calmaria. Um pouco de jogo de cintura, um punhado de amor, uma dose avantajada de companheirismo, respeito, carinho e muuuuita sabedoria a gente vai aprendendo todo dia a fazer dar certo.
    Falando de uma maneira geral, aos dois aninhos a gente já aprendeu mais um pouquinho sobre o conjuge, do novo cotidiano de casada, as novas práticas, os novos afazeres, a rotina apertada como nunca...mas também aprendemos e desfrutamos do que é ter seu amor sempre ao seu lado, aprendemos a ter a sensação de que sempre teremos um cúmplice, que não dormiremos sozinhas, que teremos sempre à mão um carinho, um afago, uma paixão, que sempre teremos quem troque as lâmpadas(rsrs)...e também comprovamos, na prática, que o casamento dá certo sim, e que com dedicação de ambos, aquelas velhas histórias negativas que ouvimos sempre que comentávamos que íamos casar, podem não ser bem a realidade, pelo menos não a nossa. 
    Tá no começo, é verdade, mas se mantivermos ao máximo o frescor de agora, chegaremos longe, muito longe...a questão é que a gente tem uma tendência enorme a se acomodar né, deixar as coisas correrem por si só, sem esforço, sem aquela vontade de agradar o outro, sem aquele receio de magoar...Até parece que aqueles gestos e atitudes que nos levaram a nos apaixonar pela pessoa amada parecem não ser mais necessários quando casamos. Que grande engano! Não é fácil manter o frescor no relacionamento em meio a um monte de coisa que fazemos e temos que resolver durante o dia e tendo contra nós a vilã da rotina. Realmente exige de nós uma vigilancia constante. Mas quando amamos isso não se torna um peso, mas um exercício. E como todo exercício, na hora pode até não ser muito gostoso, a gente sua, cansa, as vezes beira a exaustão; mas a sensação que ninguém consegue descrever bem, é sempre de prazer, satisfação, bem estar. Cuidar do nosso amor faz bem a saúde!



Beijos e parabéns a todos os casaizinhos que como eu estão comemorando suas bodas de algodão. Que venham muitas bodas por aí!

2 comentários:

  1. Francinaldo-O esposo8 de nov de 2012 18:09:00

    Puxa, amor!!!

    De fato, dois anos não se passaram rápido, literalmente voaram. O que mais me impressiona, é que o povo fez um bicho de sete cabeças sobre o casório, mas até agora não lembro de uma coisa ruim ou triste, só momentos agradáveis. O meu Deus, será que a próxima boda será mais difícil? Não sabemos, mas sabemos que passaremos tranquilamente, pois o que nos fez passar bem nesses dois anos, apesar dos apertos e ....., apertos, de novo, foi o amor que temos um pelo outro. Não sabia que esse amor fosse tão forte, mas tem sido nossa fortaleza. Nele estamos guardados e seguros e não temos nada a temer. Amor, nesses dois anos, o que tinha por você quando nos casamos, se mostrou muito pequeno, pois hoje, nosso amor é muito maior do que era no dia 04/11/2008, dia em que começamos a namorar. Vou ficando por aqui, pois não quero me alongar muito num comentário, vou deixar espaço para as outras pessoas.

    Te amoooooo

    Seu esposo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é o responsável por meu amor por ti ter-se multiplicado a várias potências. Te amo um montão!

      Excluir

Faça uma blogueira feliz, comente!